Formação

Preparando pesquisadores para atuar na fronteira da pesquisa, projeto arquitetônico e planejamento urbano

O Programa de Pós-Graduação em Arquitetura e Urbanismo da Universidade Federal Fluminense tem forte foco na inovação em pesquisa e liderança nas seguintes linhas de Pesquisa:

1. Projeto, Planejamento e Gestão da Arquitetura e da Cidade: da gestão do projeto e tecnologias para a produção do edifício à produção sistêmica do espaço urbano;  habitação, desenvolvimento de comunidades e dinâmicas do mercado imobiliário.

2.Cultura e História da Arquitetura, da Cidade e do Urbanismo: uso e a apropriação social dos espaços arquitetônicos e urbanos; conservação, proteção e preservação do patrimônio; morfologia da cidade, sua identidade, representação e memória; tecnologias sociais.

3.Espaço construído, Sustentabilidade e Meio Ambiente: cidades e edificações como sistemas de suporte à vida — da paisagem urbana, ecologias locais, mudanças climáticas e os desafios da sustentabilidade e preservação ambiental; metabolismo e resiliência urbanos; soluções e tecnologias urbanas.

Atividades de formação

O PPGAU UFF vem desenvolvendo um elenco de atividades de formação diversas, que se estendem para além das disciplinas obrigatórias e optativas e itens que compõem os créditos para Mestrado e Doutorado. Incluem assim toda atividade paralela que contribua para a formação de pesquisadores, igualmente para além da execução pragmática de teses e dissertações:

  • Disciplinas obrigatórias têm o papel de estabelecer a formação comum a pesquisadores, docentes e profissionais egressos para atuarem em seus contextos, construindo as fundações teóricas e metodológicas para sua atuação em pesquisa, ensino e aplicação projetual e em planejamento. Esse leque de disciplinas ainda constrói dando os fundamentos para as diferentes linhas de pesquisa e seus temas.
  • Disciplinas optativas focam nas muitas dimensões da área de concentração em Produção e Gestão do Ambiente Urbano. Esse elenco de disciplinas expressa ainda a riqueza e transformação constante da área de pesquisa, em conexão a projetos de pesquisa em andamento por seus docentes focando dos temas clássicos e problemas arquitetônicos e urbanos endêmicos, como a questão habitacional, a temas novos e efervescentes como as tecnologias urbanas e sociais.
  • Disciplinas em temas emergentes: Tópicos Especiais. Para atender o dinamismo da área, disciplinas optativas Tópicos Especiais foram incorporadas às diferentes linhas de pesquisa. Essas temáticas, quando oferecidas de forma recorrente, podem ser convertidas em disciplinas optativas regulares amarradas a suas respectivas linhas de pesquisa, como tem ocorrido na trajetória de ensino no PPGAU UFF.
  • Didática Aplicada ao Ensino da Arquitetura e Urbanismo: além das disciplinas optativas especializadas, o Programa inclui disciplina orientada para a formação de docentes, compartilhada pelas três linhas de pesquisa.
  • Estágio Docente: a preparação docente é estendida no Estágio Docente, realizado por alunos durante a realização de disciplinas ministradas por docentes do PPGAU UFF na Graduação da Escola de Arquitetura e Urbanismo. O Estágio Docente tem o papel adicional de reforçar a integração entre a Pós-graduação e a Graduação, uma das prioridades do Programa.
  • Eventos regulares: Seminários Internos oferecem a oportunidade de discutir a pesquisa mais atual desenvolvida no âmbito do Programa, com apresentações semanais de pesquisas, artigos, dissertações e teses, finalizados ou em desenvolvimento.
  • Eventos: Seminários Abertos de Pesquisa são realizados a cada dois anos com a presença de convidados externos e parcerias com outros PPGs, para estimular a troca e produção entre docentes, egressos e discentes.
  • Eventos: Aulas Inaugurais e Painéis de Pesquisa dão a partida nos anos letivos, mostrando a produção mais recente de docentes do Programa e pesquisadores de projeção nacional.
  • Oficinas: o Programa vem realizando uma série de oficinas de capacitação de docentes, discentes e egressos em temas críticos para a habilidade de pesquisa e publicação, como: 
  • O Artigo Científico: da Produção à Publicação: com duas edições realizadas.
  • Dados: Conhecendo o Data Rio. Apresentação do Instituto Pereira Passos. Capacitação para uso de dados da Plataforma DataRio.
  • Submissão de Artigos. Preparação para a submissão de artigos traduzidos a periódicos no exterior, como Cities e International Journal of Urban and Regional Research (IJURR).
  • Ações de extensão são práticas dos laboratórios e GPs do PPGAU UFF, incluindo a assessoria a comunidades e órgãos públicos no estado do RJ, envolvendo discentes em atividades como regularização fundiária, desenvolvimento de planos diretores e de habitação de interesse social.
  • Rodas de discussão: Escola em Transe. O projeto integra pesquisa, ensino e extensão em rodas de conversa semanais. Seu formato permite uma atualização do debate no campo da arquitetura e do urbanismo, e promove uma relação alargada com a sociedade, conquistando grande projeção nacional.

Qualidade da formação no PPGAU UFF

Nosso sistema de monitoramento da qualidade da formação no Programa inclui uma extensiva autoavaliação. Na visão de nossos alunos, egressos e professores, a aplicabilidade da pesquisa desenvolvida na Programa é vista como alta ou boa por 72% dos 119 respondentes consultados anonimamente em 2021. A qualidade das teses e dissertações também é vista assim por 72% dos respondente.

A qualidade de orientação se mostra fortemente positiva entre os discentes: 67.8% entende ser de alta qualidade, 28.8% ser de boa qualidade, e apenas 3.4% aponta ser de razoável qualidade, com 0% apontando qualidade insuficiente (59 respondentes de um total de 124 alunos no PPGAU UFF).

O envolvimento dos professores no ensino

é apontado como sendo alto por 33.9%, bom por 55.9%, compondo 89.8% do total, e razoável por 8.5%. Apenas 1.7% aponta o envolvimento como insuficiente.

O envolvimento de orientandos em projetos e publicações de orientadores também aparece como forte característica do PPGAU UFF, com 83.1% de respostas afirmativas.

A qualificação do corpo docente aparece com destaque junto à atualização e diversidade das pesquisas, a atenção dispensada aos alunos, o interesse constante em melhorar, o engajamento social e a liberdade que dão aos orientandos em suas pesquisas. 

A preocupação com questões sociais, o pensamento crítico, a produção de trabalhos com destaque em urbanismo, planejamento, habitação social e interdisciplinaridade também é considerada uma qualidade pelos respondentes. 

O porte do PPGAU também aparece como uma qualidade por parte do corpo discente, por facilitar a integração entre docentes e discentes. Além disso, são reconhecidos como forças a organização da secretaria; a dedicação da Coordenação em busca de melhorias para o PPGAU; a tradução de artigos como incentivo à publicação internacional; a renovação do website incluindo os trabalhos desenvolvidos pelos estudantes; disciplinas em parceria com outros PPGs; vantagens da orientação conjunta e a possibilidade de agregar orientandos de outros grupos; os processos de decisão democráticos; o comprometimento de alunos e professores e a seriedade do processo seletivo.

Termos com maior frequência em respostas discursivas sobre qualidades do PPGAU UFF.

A aplicabilidade do conhecimento desenvolvido é reconhecida como alta ou boa por mais de 70% do corpo discente. A relação das pesquisas com casos concretos e questões sociais é vista como um ponto positivo pelos alunos, assim, as sugestões envolvem maior investimento em divulgação científica, especialmente para fora da universidade, a criação de parcerias com órgãos públicos e privados e com os poderes legislativo e executivo, envolvimento com projetos de extensão e aproximação entre academia e sociedade.

O impacto do Programa na formação dos discentes envolve expectativas diversas, sobretudo voltadas para o aumento de conhecimentos (opção de 91.9% dos respondentes), e foco na empregabilidade – tanto na academia (69.4%), em órgãos públicos (50%) e setor privado (21%). Este último item aponta a possibilidade de uso de conhecimentos e técnicas de pesquisa para além da academia, prevendo integração com mais modos de atuação, um dado que merece acompanhamento em futuras autoavaliações, prevendo a possibilidade de ampliação.

Expectativas de uso dos conhecimentos de discentes do PPGAU UFF. 

Produção intelectual e impacto social

Pesquisadores em formação em Mestrado e Doutorado no PPGAU UFF tem sido parte ativa em grande parte da produção intelectual e impacto social do Programa. Discentes participam em 53,5% dos artigos publicados em periódicos entre 2017 e 2020, bem como em 49% dos livros, 60,7% de artigos publicados em eventos, 48,9% dos produtos técnicos e 72,2% dos produtos artísticos desenvolvidos no âmbito do Programa.

A média anual da produção intelectual (bibliográfica, técnica e artística/cultural) de alunos de Mestrado e Doutorado, incluindo coautoria, foi de 2,7 itens por discente, por ano ao longo de 2017-2020.

A produção intelectual de egressos (incluem pós-docs egressos e egressos cadastrados como participantes externos) foi em média de 4,6 itens por egresso, por ano ao longo de 2017-2020.

Vida profissional após a Pós-Graduação

A participação de egressos no processo de autoavaliação apontou características que vêm pautando o desenho das atividades de formação no Programa. 31.6% dos egressos estão seguindo a carreira em docência, uma tendência seguida de perto pela atuação prática em órgãos públicos (28.9%) e em projeto em arquitetura e urbanismo (28.9%). 10.5% estão em atividade de doutoramento e pesquisa e 7.9% estão desempregados. 

Essa distribuição aponta a importância do Programa manter em paralelo fortes focos tanto na preparação de professores e pesquisadores quanto de profissionais que atuarão em ambientes de decisão em planejamento e em projeto. O PPGAU UFF dá suporte a esses diferentes caminhos. Apesar da diversidade de atuação, incluindo na sua maioria em práticas de planejamento e projeto (57.8%), os egressos têm mantido laços ativos com seus grupos de pesquisa no PPGAU UFF: 50% deles mantem participações, incluindo publicações (24%), pesquisa e extensão (32%) e organização de eventos (28%). 

Dessa interação sistemática, pudemos reconhecer a utilidade de desenvolver conhecimentos e instrumentos que auxiliem a atuação profissional, incluindo novas ferramentas de trabalho e suporte na capacidade de traçar caminhos e soluções a problemas concretos. Tivemos sugestões como:

  • Desenvolver mais pesquisas em conjunto com empresas
  • Ampliar disciplinas que abordem novas alternativas para problemas atuais
  • Tornar a produção do PPGAU mais acessível à população
  • Incentivar a criação de novas ferramentas de trabalho e pesquisa. 

Em função da diversidade de atuações similar entre docência, órgãos públicos e no setor privado, a aplicabilidade dos conhecimentos, ensino e da pesquisa desenvolvidos no PPGAU UFF deve se manter como objetivo constante. O diálogo com nossos egressos é vital para monitorarmos essa aplicabilidade a mantê-la alinha às expectativas e demandas da vida profissional após a Pós-Graduação no Programa.

A política do Programa é de proximidade e acompanhamento contínuo dos seus egressos. O objetivo é conhecermos (1) a atividade profissional dos egressos, (2) no que o Programa contribuiu nessa atividade, e (3) em que aspectos o Programa pode aumentar sua contribuição. O contato com egressos é estratégico para a atualização dos conhecimentos e temas de pesquisa desenvolvidos no Programa. Realizamos o acompanhamento e monitoramento de egressos a partir de consultas anuais e coleta sistemática de informações, incluindo localização, atuação na academia, órgãos públicos de planejamento e gestão; na iniciativa privada, incluindo a indústria da construção civil e indústrias de tecnologias, organizações não governamentais, etc.

Essas informações alimentam uma base de dados e um sistema de indicadores de produção e características das atividades dos egressos, que oferecem suporte à análise dos dados de produção e carreira de egressos. Esse levantamento aponta sua inserção profissional em instituições de ensino e pesquisa e em agências públicas, em áreas do planejamento urbano, meio ambiente, habitação social e patrimônio cultural no Governo Estadual e Prefeituras Municipais e outras instituições públicas do Rio de Janeiro, Espírito Santo e Minas Gerais, e na iniciativa privada, em empresas de projeto, informação geográfica e análise de dados.  Obtivemos ainda evidências de marcos de suas trajetórias profissionais. Por exemplo, 20 egressos tornaram-se professores concursados em universidades, 17 deles em universidades públicas. Tivemos recentemente 6 premiações de teses e dissertações de egressos em eventos nacionais; 3 teses publicadas como livro, e dezenas de capítulos e artigos científicos. 

Nossa política ainda foca no papel central dos orientadores no acompanhamento dos egressos e estímulo à publicação de artigos a partir de suas teses e dissertações. O Programa ainda mantém um Seminários de Pesquisa periódico, com apresentação de egressos, de modo a estimular a conversão de teses e dissertações em artigos científicos. Essa produção acaba de gerar novo livro, “A Cidade e suas Dimensões de Pesquisa: Abordagens Emergentes”, com a participação de egressos em 13 capítulos.

O acompanhamento busca identificar novas demandas por parte de recém-mestres e doutores no seu enfrentamento profissional, incluindo a necessidade de novos suportes teóricos, metodológicos e técnicos. Entendemos que o acompanhamento da trajetória dos egressos é uma forma de conhecer caminhos de inserção do PPGAU UFF e sua repercussão institucional e social. O conhecimento da trajetória e evolução profissional dos egressos pode contribuir para a definição de estratégias de atração e reinserção de egressos na instituição, bem como para aferir o nível potencial acadêmico e científico do programa.

Para tanto, o Programa estabeleceu rotinas de comunicação regular via reuniões periódicas, mídias sociais e meios eletrônicos. O estímulo à interação e participação efetiva inclui notificações e convocações à participação de iniciativas em andamento, como o apoio financeiro à tradução de artigos extraídos de teses e dissertações de discentes e egressos para submissão a periódicos internacionais. 

O PPGAU UFF vem ainda promovendo a organização dos egressos em torno de uma associação e sua iniciativa de produzir um blog de comunicação vinculado à página eletrônica do Programa. A Coordenação também prepara a inclusão de representação de egressos nas Reuniões Ordinárias do Colegiado, com a atualização do seu Regimento Interno.

Atualizações

Calendário e Quadro de horários 2024.1

Calendário e Quadro de horários 2024.1

METODOLOGIA DE PESQUISA: As aulas da disciplina Metodologia de pesquisa, ministrada pelos professores Rossana B. tavares, Lucia Capanema, Vinicius M. Netto, iniciarão em 26 de março de 2024. SEMINÁRIOS DE TESE III: As aulas da disciplina Seminários de Tese III,...

Translate »
Skip to content