Dissertações 2017

Contexto Morfológico Urbano: As Transformações do Projeto Porto Maravilha - Rio de Janeiro.

Autor: Amorim, Adriana Soares Leusin de

 

Link para download

 

Resumo: Renovação, revitalização, requalificação. Muitos são os nomes dados às áreas de especial interesse político em se investir em intervenções de “retrofit” que deem aspecto de novo ao que antes era abandonado e degradado. Muitas mudanças, obras de grande porte, arquitetos de renome internacional e investimentos astronômicos tomam conta do local. O grande “queridinho” do momento são os portos, em sua maioria obsoletos, por conta da conteinerização iniciada nos anos 70/80. Docklands, Baltimore, Puerto Madero e Barcelona são exemplos bem- sucedidos de requalificação portuária. Chegou a hora do Porto do Rio de Janeiro, como seu Projeto Porto Maravilha. O Projeto Porto Maravilha (PPM) já foi muito estudado, discutido e criticado, o que pretendo analisar em meu estudo é sua morfologia urbana e o contraste da sua tipologia edilícia com a tipologia existente. Analiso o tipo de arquitetura que estamos projetando e sua relação com a memória de uma região tão importante para a cidade. Esta dissertação revela as mudanças sofridas no desenho urbano da região portuária carioca e seus impactos na tipologia arquitetônica e no tecido urbano da região. Realiza-se uma discussão sobre o espaço, em questões direcionadas à sua percepção e sua relação com o ambiente construído.

 

Um Rio que passou: representações da cidade do Rio de Janeiro na cartografia turística e no samba

Autor: Oliveira, Ana Carolina Mendonça

 

Link para download

 

Resumo: A presente dissertação tem por objetivo analisar e comparar os discursos produzidos pela cartografia turística e pelo samba em suas narrativas sobre a cidade do Rio de Janeiro desde o início do século XX. A metodologia adotada estabelece uma construção cronológica para evidenciar diferentes discursos sobre essa cidade, com base em sete exemplares de mapas produzidos entre os anos de 1914 e 2016. Paralelamente, são analisados os sambas contemporâneos aos referidos documentos e, a partir daí, é possível confrontar os discursos produzidos nas letras dos sambas e na cartografia, em relação as transformações urbanas pelas quais a cidade passou. A discussão é conduzida apoiada em referencial teórico que perpassa discussões sobre cidade, samba, cartografia, turismo, território, cotidiano e patrimônio. A cartografia além de fonte, foi utilizada como ferramenta analítica, tendo como resultado oito mapas que espacializam e comparam a distribuição das referências dos mapas turísticos e do samba no tecido urbano. O trabalho problematiza ainda a falta de representação do cotidiano dos moradores nos mapas turísticos, além de evidenciar através da análise cronológica como as mudanças da cidade do Rio de Janeiro se relacionam diretamente com a história do samba e com o deslocamento dos locais de interesse turístico na cidade.

 

Integração Favela-Cidade Oficial: Reflexões Mais de Duas Décadas Após o Programa Favela-Bairro em Parque Royal na cidade do Rio de Janeiro.

Autor: Kroff, Carolina Rezende

 

Link para download

 

Resumo: A presente dissertação pretende discutir o significado da integração entre a favela e a cidade formal no contexto do Programa Favela-Bairro (PFB), por meio da análise das dimensões materiais (da urbanização/ infraestrutura) e imateriais (simbólica e do poder público), e assim, contribuir para a discussão sobre o alcance das políticas públicas do PFB na promoção da efetiva integração da favela à cidade formal, como era o objetivo maior do referido programa. A favela escolhida para estudo de caso é o Parque Royal, localizada no bairro da Portuguesa, na Ilha do Governador. O projeto de urbanização foi elaborado pelo escritório Archi 5 Arquitetos Associados. Optou-se por esta favela porque é considerada um exemplar emblemático da primeira etapa do PFB. O PFB será usado como ponto de referência principal na pesquisa, pois é considerado como uma primeira iniciativa governamental (na cidade do Rio de Janeiro) de promoção de urbanização integral de favelas. Este programa tinha como metas a integração social e espacial, introduzindo valores urbanísticos das áreas de ocupação formal da cidade na favela, complementando ou construindo uma estrutura de infraestrutura urbana e implantando equipamentos públicos, intervindo o mínimo possível nas moradias existentes nas favelas. O PFB originou-se através de um convênio firmado, em 1995, entre o município e o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID). O objetivo específico desta pesquisa é analisar os resultados alcançados com projeto de urbanização na favela Parque Royal, após vinte cinco anos da implementação das intervenções propostas. Pretendia-se, assim, responder às seguintes questões: o morador do Parque Royal se reconhece, ainda, como um morador de favela, de um lugar distinto, de um lugar discriminado? Ou, pelo contrário, se sente morador de mais um bairro da Ilha do Governador, como os existentes na vizinhança? Pretende-se, desse modo, analisar se houve a efetiva transformação do Parque Royal em “bairro”, com a efetiva integração favela-bairro proposta pelo PFB. O campo temático abordado na pesquisa foi aquele que faz compreender os desafios da integração entre a cidade e a favela. Optou-se, como metodologia de pesquisa, recorrer à bibliografia, à depoimentos de técnicos, políticos e projetistas, além da principal liderança comunitária comum, de modo a promover uma reflexão sobre a noção de integração e o princípio do direito à cidade, que são materializados através dos programas de urbanização de favelas e por outros instrumentos de ação do poder público. Nesse sentido, obras viárias, implantação de equipamentos comunitários, execução de infraestrutura de saneamento, regularização fundiária, ao lado de outras intervenções, deveriam assegurar o reconhecimento oficial da favela como parte integrante da cidade. Nesta dissertação recorremos à análise qualitativa por meio de entrevistas estruturadas no universo selecionado dos moradores do PR e dos moradores do seu entorno próximo, o bairro da Portuguesa. Com esse trabalho, pretende-se contribuir para uma discussão sobre limites, desafios e possibilidades das políticas públicas de habitação, voltadas – pelo menos no discurso – para promover a integração social.

 

Mobilidade na Metrópole por BRT: Entre o Imaginário e a Experiência.

Autor: Braz, Thiago Rangel

 

Link para download

 

Resumo: Impulsionado pelos megaeventos dos próximos anos, como a Copa do Mundo FIFA 2014 e os Jogos Olímpicos Rio 2016, o sistema de transporte público urbano da cidade do Rio de Janeiro, cidade sede destes eventos, está passando por grandes transformações. A implantação do Bus Rapid Transit (BRT), do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT) e a expansão metroviária da cidade, estão entre as principais transformações que visam o melhor atendimento aos residentes e aos visitantes oriundos destes megaeventos. Neste trabalho, temos como principais objetivos avaliar o serviço de transporte público da cidade do Rio de Janeiro, a partir do olhar do residente e do visitante e avaliar o conhecimento dos residentes com relação às intervenções acima listadas. Para que nossos objetivos fossem atendidos foram realizadas duas entrevistas estruturadas: uma com os residentes da cidade e a outra com os visitantes, estrangeiros ou nacionais, que aqui se encontravam. Estas pesquisas, de caráter quantitativo, descritivo e exploratório, cujo método utilizado foi o survey, nos revelaram que, para os residentes, o serviço de transporte público carioca é considerado ruim, sendo o custo para o usuário e a segurança no transporte os principais pontos negativos. Já para os visitantes, o mesmo serviço público de transporte foi bem avaliado, sendo o custo para o usuário e a segurança os requisitos mais bem avaliados. Com relação às atuais intervenções neste sistema, a maior parte dos residentes acredita que resolverão de forma parcial os atuais problemas de mobilidade urbana, sendo um dos legados dos grandes eventos.

As Práxis e a Produção da Habitação: do Pan ao Rio 2016.

Autor: Magalhães Neto, Honorio Pinto Pereira de

 

Link para download

 

Resumo: Esta dissertação apresenta como tema central a produção da habitação multifamiliar, com foco nos últimos dez anos na região metropolitana do Rio de Janeiro, em especial na Barra da Tijuca e adjacências, principal área de expansão do mercado imobiliário desde a década de 1970 e maior palco das Olimpíadas. Busca-se discutir o projeto e o protagonismo dos arquitetos, considerando sua função social, ressaltando as impossibilidades de atuação e os processos e a participação dos outros agentes envolvidos. Para tanto, utiliza-se de revisão da bibliografia sobre o tema e contexto, entrevistas, dados quantitativos, empreendimentos exemplares e estudos de caso das vilas dos atletas dos Jogos de 2007 e 2016; Vila Autódromo, conjunto habitacional Parque Carioca e Parque Olímpico. Engloba-se a produção para diferentes camadas de renda, destacando suas condicionantes ilustradas por sociogramas. Demonstra a necessidade de contemplar diferentes agentes com efetiva participação, e de refletir sobre as práticas e a política que permeiam a cidade empresa – cidade olímpica. Nesse sentido a assistência, ou assessoria técnica, se apresenta como primordial, junto à discussão da formação elitizada dos profissionais nas disciplinas relacionadas à construção civil e garantir que representantes públicos não sejam cooptados para atender interesses privados, para, mais do que habitações com boa arquitetura ou um habitat com uma boa qualidade urbana, se produza tendo em vista o direito à cidade.

Sociabilidade nos Espaços Públicos com Eventos de Música Tradicional: Rio de Janeiro - Santiago de Chile.

Autor: Núñez Jiménez, Jaime

 

Link para download

 

Resumo:Esta pesquisa objetiva estudar e analisar a percepção e construção subjetiva e intersubjetiva da cidade como um espaço de sociabilidade, quando ocorrem eventos de música tradicional (EMT) nos seus espaços públicos. Fenômeno de ressignificação que poderia existir na identificação com os valores locais e culturas populares das metrópoles sul-americanas de Rio de Janeiro e Santiago de Chile. A percepção do espaço público foi medida com uma escala Likert em quanto a sua satisfação, segurança, limpeza, conservação, qualidade estética (beleza), sociabilidade, em 5 locais em Rio de Janeiro e em 2 locais em Santiago de Chile onde ocorrem estes EMT, e comparando cada um deles com e sem a presença destes eventos, sendo aplicados cinquenta questionários em cada caso. Isto foi complementado através da coleta de dados estatísticos, e do levantamento e da descrição física de cada um destes EMT nos seus respetivos locais. É possível reconhecer nestes sete espaços públicos que a presença dos EMT não só melhoram a percepção em todos os parâmetros que foram medidos, refletem diferencias no uso dos seus espaços: no Rio de Janeiro em espaços já consolidados para uma vocação a ser apropriados pelo público. No Santiago de Chile em espaços em formação identitária, e de uso coletivo incipiente. Sem a presença do EMT, estes lugares são usados principalmente por estudantes, e a faixa etária 18 a 30 anos, predominância que com a presença do EMT variava para adulto técnico-profissional, de 31 a 50 anos. O publico que em ambas duas cidades se apropriava destes espaços, sociabiliza em função do seus próprios elementos identitários comuns, com distintos impactos na cotidianidade: Ao existir uma continuidade na presença do EMT num lugar, se estabelecem nessas apropriações novas dinâmicas no uso cotidiano desses espaços públicos, que possibilitam a gradual construção de uma tradição de uso em cada lugar.

Os Impedimentos para a Plena Utilização da Arquitetura Paramétrica no Brasil.

Autor:Gaudard, Juliana Gomes Pereira de Sousa

 

Link para download

 

Resumo:A arquitetura paramétrica nasceu da necessidade de libertação dos moldes de representação projetual trazendo a frente novos paradigmas no conceito mais amplo que a arquitetura possa abranger. A arquitetura paramétrica se fundamenta assim por meio da inserção de parâmetros (formais, ambientais, espaciais, entre outros) em um determinado modelo matriz que gerará, por conseguinte um aperfeiçoamento no processo de projeto. Esses parâmetros são totalmente manipuláveis e possibilitam sua diversificação com facilidade concebendo assim modelos mutáveis capazes de originar uma variedade de alternativas com rapidez e eficiência. Este novo ferramental é capaz então de integrar processos e complementar o ato de projetar aliando-o ao processo construtivo e por sua vez as disciplinas inerentes a ele. A metodologia projetual vem se alterando ao passar do tempo ao acompanhar as necessidades de integralização entre o projeto e as atividades construtivas que se descolaram em determinado momento fazendo com que o projeto fosse se descaracterizando. Com isso o papel do arquiteto também vem sendo modificado, pois através do uso da tecnologia é inevitável tanto o conhecimento informacional quanto o de cada especificidade da obra, ou seja, de cada disciplina complementar inerente à edificação. Sendo assim, o arquiteto vem se adequando à complexidade de sua intenção à construção do edifício idealizado aliado ao ferramental tecnológico fazendo com que sua formação seja circunstancialmente mais completa e abrangente. Diante desta nova tecnologia esta pesquisa objetiva apresentar a arquitetura paramétrica por meio de revisão bibliográfica e pesquisa exploratória de maneira a revelar esse novo cenário da arquitetura e os impedimentos para a sua plena utilização.

Significados dos Espaços da Cidade: A Palavra "Vila" e o Bairro de Vila Isabel no Rio de Janeiro.

Autor: Pereira, Leonardo Rodrigues

 

Link para download

 

Resumo: Esta dissertação apresenta como tema central a produção da habitação multifamiliar, com foco nos últimos dez anos na região metropolitana do Rio de Janeiro, em especial na Barra da Tijuca e adjacências, principal área de expansão do mercado imobiliário desde a década de 1970 e maior palco das Olimpíadas. Busca-se discutir o projeto e o protagonismo dos arquitetos, considerando sua função social, ressaltando as impossibilidades de atuação e os processos e a participação dos outros agentes envolvidos. Para tanto, utiliza-se de revisão da bibliografia sobre o tema e contexto, entrevistas, dados quantitativos, empreendimentos exemplares e estudos de caso das vilas dos atletas dos Jogos de 2007 e 2016; Vila Autódromo, conjunto habitacional Parque Carioca e Parque Olímpico. Engloba-se a produção para diferentes camadas de renda, destacando suas condicionantes ilustradas por sociogramas. Demonstra a necessidade de contemplar diferentes agentes com efetiva participação, e de refletir sobre as práticas e a política que permeiam a cidade empresa – cidade olímpica. Nesse sentido a assistência, ou assessoria técnica, se apresenta como primordial, junto à discussão da formação elitizada dos profissionais nas disciplinas relacionadas à construção civil e garantir que representantes públicos não sejam cooptados para atender interesses privados, para, mais do que habitações com boa arquitetura ou um habitat com uma boa qualidade urbana, se produza tendo em vista o direito à cidade.

Do Higienismo à Gentrificação, as Semelhanças e Singularidades no Processo de Exclusão Social na Cidade do Rio de Janeiro: o Bairro da Lapa.

Autor: Campos, Luis Gustavo Rosadas

 

Link para download

 

Resumo: A dissertação trata da compreensão de semelhanças e singularidades do processo de exclusão social na cidade do Rio de Janeiro, tendo a região da Lapa como estudo de caso. A abordagem faz o recorte temporal a partir do início do discurso de higienismo, datado de 1850, passando pelas demolições das décadas de 1960 e 1970, e o processo de gentrificação a partir da década de 2000. A crítica à produção de cidade e às desigualdades presentes no modo de produção capitalista é o ponto central desta dissertação, sabendo que desde a metade do século XIX, é que se operam as transformações urbanas na cidade do Rio de Janeiro. A análise do processo de exclusão social e de como o sistema capitalista se beneficia dele, se dá pela comparação entre os discursos institucionais e midiáticos, identificando as semelhanças e singularidades dos processos de transformações urbanas que aconteceram na região central do Rio de Janeiro, mais especificamente, na região da Lapa. O processo de produção das cidades está associado à forma e às condições de articulação dos modos de produção. Assim, para que haja a exclusão social, é necessário e fundamental que haja a desigualdade característica do modo de produção capitalista. Essas desigualdades estão expressas na paisagem urbana, onde o movimento de pessoas em situação de fragilidade econômica é fator crucial para este processo de caráter classista. Desta forma, o espaço urbano é objeto fundamental e, sob a mirada da acumulação capitalista, passa a ser reproduzido sob sua lógica excludente.

Política Habitacional no Rio de Janeiro (1964-1986): Implicações sobre o Espaço Urbano.

Autor: Corrêa, Mariana Campos

 

Link para download

 

Resumo: O problema sob interesse de investigação consiste na questão da habitação social entre 1964 e 1973, respectivamente anos de criação do Banco Nacional de Habitação (BNH) e de extinção da Coordenação de Habitação de Interesse Social da Área Metropolitana do Grande Rio (CHISAM). Nesse período, instituiu-se uma política habitacional nacional que, no Rio de Janeiro, consistiu basicamente em uma política de remoção sistemática de favelas – o que ocorreu de forma expressiva na Zona Sul da cidade e em parte da Zona Norte – e construção massiva de conjuntos habitacionais – especialmente nas Zonas Oeste e Norte. A presente pesquisa tem por objetivo compreender de que forma as intervenções em termos de habitação social desse período se inseriram nas dinâmicas urbanas que se estabeleciam nos espaços em que foram construídos conjuntos habitacionais. Dessa forma, pretende responder às seguintes questões: A inserção dos conjuntos habitacionais afetou o espaço urbano preexistente e os grupos sociais nele estabelecidos? E os que nele viriam a se estabelecer? Que tipo de transformações nos bairros e em seu entorno podem ter sido geradas a partir da implantação da política habitacional estudada? A pesquisa tem por hipótese que o grupo social que naquele local se estabeleceu imprimiu no espaço suas necessidades, realizando adaptações e transformações no espaço físico-arquitetônico e em seu entorno. Utilizou-se como referência o caso do Conjunto Habitacional Cidade Alta, construído em Cordovil, Zona Norte do Rio de Janeiro, uma área de ocupação tradicional da cidade. Esse projeto, com 2.597 unidades residenciais, foi ocupado em 1969 e visava abrigar famílias removidas de favelas, principalmente aquelas localizadas na Zona Sul. Sua área e a vizinhança sofreram importantes mudanças após a construção do conjunto. A metodologia incluiu a pesquisa em fontes primárias – documentos oficiais, visitas a área e ao entorno, entrevistas, principalmente a moradores do conjunto – e consulta à imprensa. Considera-se que observar as políticas habitacionais num contexto histórico e identificar como a população se apropriou dos espaços urbanos e arquitetônicos resultantes de tais políticas, auxilia na definição de propostas futuras que atendam de maneira mais eficiente a população e beneficiem a sociedade como um todo.

A Dinâmica Imobiliária Residencial a Partir da Reestruturação Produtiva em Resende-RJ.

Autor: Simões, Marília Baldo

 

Link para download

 

Resumo:A presente dissertação tem como ponto de partida questionar o entendimento do senso comum de que, em cidades com relevante componente industrial, a retração da indústria possui forte impacto sobre o mercado imobiliário, em particular o mercado residencial, causando uma diminuição na dinâmica imobiliária local. Tendo como objetivo contribuir para um melhor entendimento das relações entre a indústria e o mercado residencial em novos territórios produtivos, o estudo se debruça sobre o caso do município de Resende, no estado do Rio de Janeiro. Diante da formação de um “cluster automotivo” na microrregião do Vale do Paraíba Fluminense após a implantação do Novo regime automotivo em 1995, e perante cenários de oscilação do setor automobilístico na economia mundial, o trabalho desenvolve uma análise sobre a dinâmica do mercado residencial após o estabelecimento de uma nova lógica de estruturação produtiva na região. Para tanto, toma-se como fonte principal os registros do imposto de transmissão sobre bens imóveis. O recorte é o da porção oeste de Resende, que além de se caracterizar como o principal vetor de expansão urbana do município nas últimas décadas, inclui áreas residenciais com diferentes classes de renda. O período selecionado, entre 2002 e 2015, permite observar a evolução da dinâmica imobiliária residencial em momentos de auge e de retração da indústria automobilística. O banco de dados organizado na pesquisa tem o intuito de responder às duas principais questões que norteiam a pesquisa: A retração do setor industrial automobilístico traz consequências à dinâmica do mercado residencial de Resende? Seriam essas consequências diferenciadas conforme a classe de renda dos moradores? Os resultados da pesquisa evidenciam que os reflexos da produção industrial sobre o mercado residencial são mais evidentes em se tratando de bairros de classes de renda mais baixas. Além disso, permitem qualificar as relações entre a dinâmica residencial e a atividade produtiva, tornando claro que estas relações não são diretas nem ocorrem de modo uniforme, sendo mediadas por outros critérios que envolvem, além da classe de renda das famílias envolvidas, o tipo de loteamento ou condomínio e o tipo de imóvel comercializado, podendo inclusive tomar direções opostas em determinados períodos.

A Inserção do Ensino de Cenografia na Graduação do Arquiteto e Urbanista - A Experiência Realizada na EAU-UFF.

Autor: Campbell, Maurício Monteiro

 

Link para download

 

Resumo: Esta dissertação objetiva estudar a propriedade da inserção do estudo da cenografia na graduação do arquiteto e urbanista e, em especial, na experiência realizada na Escola de Arquitetura e Urbanismo da Universidade Federal Fluminense através das disciplinas optativas de Projeto Cenográfico I e II e Edifícios Teatrais Contemporâneos, criadas com este objetivo. Tendo em vista a relevância do conhecimento das artes, como um todo, no exercício profissional do arquiteto e urbanista, e no crescimento exponencial de oportunidades de trabalhos relativos à cenografia, observa-se a propriedade em realizar uma investigação que corrobore essa hipótese e identifique aspectos que possam contribuir na qualificação de sua formação. Serve, ainda, como contribuição para uma reflexão, no âmbito do ensino da cenografia, a respeito da abordagem de conteúdos a serem repassados inicialmente para atuação na área e, consequentemente, para balizar as disciplinas referidas.

Rios Urbanos e as Relações do/no Espaço Livre (Estudo de Caso da Bacia do Rio Piraquê-Cabuçu - Zona Oeste do Rio de Janeiro).

Autor: Ribeiro, Natália Fernandes

 

Link para download

 

Resumo:As infraestruturas urbanas adotadas no processo de crescimento das cidades brasileiras e de suas periferias, contribuíram como fator de transformação dos rios, através de intervenções em pavimentação e drenagem. Pelo déficit brasileiro em saneamento, principalmente na oferta do tratamento de esgoto, os rios canalizados se tornam receptores de dejetos domésticos e industriais. Transformado em uma estrutura rígida e artificial, a população criou a denominação “valão” para o rio urbano. Essas abordagens dialogam no contexto principal da presente pesquisa. Os problemas colocados se bifurcam em duas questões, que tratam os rios urbanos e as relações “no”/”do” espaço livre. Uma questionando as ações dos agentes públicos e privados e outra buscando compreender a percepção dos moradores sobre os rios urbanos. A metodologia foi construída através de investigações sobre a bacia hidrográfica do Rio Piraquê-Cabuçu, como o estudo de caso. Consistiu, primeiramente, na revisão bibliográfica sobre rios urbanos nos espaços livres e suas problemáticas, assim como expôs os conceitos sobre infraestrutura verde, apresentando os tratamentos executados em rios urbanos pela renaturalização e revitalização. Apresentações e interpretações foram feitas através de levantamento bibliográfico e caracterizações histórico, socioambiental e político do estudo de caso. A análise foi feita na forma de mapeamento em diferentes escalas, utilizando-se do método de unidade de paisagem. A bacia hidrográfica foi dividida em 3 trechos, que serviram de apoio para as interpretações da pesquisa qualitativa. Foram feitas pesquisas de campo e a aplicação de questionários por plataformas como Googledocs e Facebook. Os resultados mostraram, para cada trecho, uma especificidade, de conflitos que são em sua maioria referentes à: habitação; falta de saneamento em grande parte da região e ocupação de áreas protegidas e ambientalmente frágeis. Conclui-se que os rios são invisíveis e negligenciados, tanto para os agentes públicos e privados, como para a população. Todavia, o estudo mostrou, também, as potencialidades que a bacia hidrográfica apresenta para novos estudos, pesquisas e práticas.

Contextos de neoliberalização e o capitalismo subdesenvolvido : Notas sobre o trabalho e a urbanização

Autor: Nogueira, Richard Lins

 

Link para download

 

Resumo:A presente dissertação tem como escrutínio um aporte geral acerca das lógicas (geopolíticas e geoeconômicas) de neoliberalização sobre os Meios de Consumo Coletivos de reprodução da força de trabalho alocados nos espaços urbanos do Brasil. Para compreender como se instala e opera essa lógica, bem como, suas consequências, tal pesquisa perpassa um trajeto teórico-metodológico explorativo, tendo como base uma leitura regulacionista e geoeconômica sobre a urbanização. Realiza-se uma discussão dentre i) as abordagens inovadoras sobre os processos geopolíticos e geoeconômicos contemporâneos sobre a urbanização, a neoliberalização e o Estado, construída pelos autores da geografia econômica do Atlântico Norte; e ii) as interpretações e contribuições únicas e originais das décadas de 1950, 1960 e 1970 deixadas pelos autores cepalinos e marxistas acerca das peculiaridades geopolíticas e geoeconômicas do capitalismo subdesenvolvido, periférico e dependente, na construção de sua urbanização e de seu Estado. Essa espécie de fricção teórica busca reavivar as abordagens originais latino- americanas inserindo e atualizando suas contribuições de viés crítico em contexto de neoliberalização, ao mesmo tempo em que reinterpreta e contribui para os debates críticos atuais anglo-saxões com uma perspectiva desde o Sul global. Esse confronto de abordagens espaciais, geoeconômicas e geopolíticas acerca da urbanização nas interpretações Norte e Sul global, acaba por conformar uma série de tipificações ideias acerca das particularidades nas coerências escalares dos diferentes capitalismos, contribuindo para as discussões de variedades e variegações de urbanizações, metropolitanizações, regionalizações e nacionalizações de capitalismos. Por fim, o trabalho, em sua generalidade, perpassa pelas diversas relações causais entre as várias escalas espaciais que influem sobre a urbanização e a neoliberalização contemporânea, configurando uma série de aprofundamentos e contribuições em novas perguntas (novamente, gerais) e caminhos investigativos sobre a questão da urbanização em contexto de capitalismo subdesenvolvido, periférico e dependente.

Iniciativas de Urbanização em Áreas de Acervo Ambiental: Conflitos Socioambientais na APA Maricá-RJ.

Autor: Guimarães, Samara Veríssimo Chaves

 

Link para download

 

Resumo: O presente trabalho tem como objetivo principal o estudo da problemática conflitos socioambientais na Área de Proteção Ambiental de Maricá, localizada à beira do complexo lagunar do município de Maricá, estado do Rio de Janeiro. A APA Maricá é peculiar tanto no aspecto ambiental, por ser um ecossistema remanescente de restinga ainda preservado e um dos únicos restantes no litoral do Rio de Janeiro, quanto no aspecto social, pela presença da Comunidade Zacarias, uma colônia de pescadores tradicionais presente há mais de dois séculos nessas terras. Este conflito se estende há mais de cinco décadas e encontra no momento atual um de seus estágios mais acirrados, entre os interesses do capital imobiliário, pela tentativa de implantação de um empreendimento turístico-residencial, a Fazenda São Bento da Lagoa, e a defesa do ambiente natural e da comunidade. Assim, serão abordados na presente pesquisa a trajetória e os atores desse conflito, bem como uma análise de como esses atores se posicionam no conflito. Ainda, pretende apresentar possíveis impactos provenientes do projeto na perspectiva dos movimentos ambientais, associações e de moradores da comunidade, como uma forma de exprimir a opinião desses movimentos sobre o projeto. Por fim, chama a atenção para a importância da participação popular na elaboração de planos relativos às áreas de proteção e no processo de licenciamento de grandes projetos.

Financiamento da Urbanização: Reflexões sobre os Pequenos Municípios Fluminenses.

Autor: Becker, Sandra Helena Lehnen

 

Link para download

 

Resumo: A presente Dissertação de Mestrado versa sobre o discurso da autonomia municipal promovido pela Constituição de 1988, contemplando a descentralização administrativa, legislativa, política e financeira, todavia refletindo em relações de dependência nas demais esferas de governo, principalmente, na instância federal no que tange a sua política centralizadora de recursos públicos. Uma grande parcela dos municípios de pequeno porte demográfico no Brasil apresenta forte dependência nas transferências constitucionais. Diante de um cenário de escassez de recursos próprios e a inexistência, até hoje, de fontes regulares e permanentes voltados para a urbanização, como esses governos locais obtêm recursos financeiros para a condução da sua política urbana? E, as políticas públicas – implementadas pela União nos últimos anos – produzem alguma interferência no orçamento dos pequenos municípios? Considerando que os municípios receberam novas competências na Constituição Federal de 1988 (art. 30), como os governos locais reagiram a essas novas responsabilidades, assegurando o acesso à cidade à população? Essas são algumas questões apontadas pela pesquisa, a ser desenvolvida por meio de um estudo quantitativo das finanças municipais e principais formas de captação de recursos (convênios e emendas parlamentares) e uma avaliação qualitativa através da aplicação de entrevistas com agentes do poder público municipal, que pretende provocar algumas reflexões sobre o financiamento da urbanização nos pequenos municípios fluminenses.

Tempos e Escalas: A Interface de Projetos Urbanos com a Cidade Consolidada. O Caso da Região Portuária do Rio de Janeiro.

Autor: Almeida Júnior, Wandilson Guimarães de

 

Link para download

 

Resumo:Esta dissertação se propõe estudar as possíveis repercussões existentes na interação de projetos urbanos contemporâneos inseridos em contextos urbanos preexistentes e consolidados. O entendimento da interação entre os distintos modelos de urbanização, têm como recorte de investigação conceitos urbanísticos de forma, gênese e vitalidade, realizados através da reflexão de múltiplos autores como Moudon (1997), Lynch (1960, 1972, 1981) Jacobs (1961 e 1969), Gehl (2010, 2013), Speck (2012), Secchi (2000), Bacon (1967), Kostof (1991) e Caniggia (1997), Carvalho Santos e Dias Coelho (2009) e Carvalho Santos e Santos (2010, 2011). A forma urbana como disciplina consolidada, fornece bases comparativas de análise, a gênese urbana é entendida como o processo evolutivo refletido de maneira ativa no presente, a vitalidade se estrutura no uso e nas relações sociais que ocorrem nos espaços públicos. A tríade de investigação é complementada pelo estudo das forças e ritmos de conformação da cidade com base no método de leitura de Carvalho Santos (2009) com aplicação em diferentes escalas nas áreas de interação geradas pelo encontro físico dos modelos de urbanização. O estudo de caso é realizado na Região Portuária da Cidade do Rio de Janeiro, constituída urbanisticamente ao longo de quatro séculos de consolidação, e atualmente, é objeto de um projeto urbano com grande escala de intervenção. Resultados preliminares obtidos na leitura das forças de configuração e consolidação do tecido urbano, revelaram diferentes aspectos da interação dos modelos espaciais avaliados e das suas repercussões no espaço público e nas perspectivas de futuro daquela área urbana da cidade.

Atualizações

The Valongo Wharf Archeological Site

O dossiê The Valongo Wharf Archeological Site, Rio de Janeiro, Brazil coordenado pelodocente José Pessôa, junto a uma equipe envolvendo arquitetos, antropólogos, historiadores earqueólogos, de forma multi e transdisciplinar, foi requisito da vitoriosa candidatura do...

Translate »
Skip to content